Vacinação para os jovens

Última atualização do conteúdo em 3 de setembro de 2022

Decorative

Segurança e eficácia da vacina

Vacinar seu filho contra a COVID-19 pode:

  • Ajudar a diminuir o risco de infecção pela COVID-19;
  • Reduzir a chance de desenvolver a forma grave da doença, caso seja infectado pela COVID-19;
  • Reduzir a chance da necessidade de hospitalização e o risco de vir à óbito devido à COVID-19;
  • Ajudar a evitar que seja infectado com uma variante da COVID-19;
  • Aumentar o número de pessoas protegidas contra a COVID-19 na comunidade, dificultando a disseminação da doença;
  • Reduzir as interrupções na aprendizagem e nas atividades presenciais, ajudando a conter a transmissão da COVID-19 na comunidade.
Decorative

Autorização da vacina

A vacina da Pfizer está disponível para crianças entre 6 meses e 11 anos de idade sob uma Emergency Use Authorization (EUA, Autorização para Uso Emergencial), além disso, está totalmente aprovada para maiores de 12 anos de idade. A vacina da Moderna está disponível para crianças de 6 meses a 17 anos sob uma Emergency Use Authorization (EUA, Autorização para Uso Emergencial). A vacina da Novavax está disponível para pessoas com 12 anos de idade ou mais sob uma Emergency Use Authorization (EUA, Autorização para Uso Emergencial).

Uma EUA permite que a Food and Drug Administration (FDA, Agência de Administração de Alimentos e Medicamentos) disponibilize um produto durante um estado emergencial declarado antes que tenha uma licença completa. O objetivo da autorização para uso emergencial é garantir que as pessoas possam receber as vacinas que salvam vidas antes de uma análise de dados de longo prazo. A EUA ainda requer uma revisão muito completa dos dados clínicos, apenas por um período de tempo mais curto.

Decorative

Qualquer EUA concedida pela FDA é examinada pelo Advisory Committee on Immunization Practices (Comitê Consultivo sobre Práticas de Imunização) (apenas em inglês) do Centers for Disease Control and Prevention (CDC, Centro de Controle e Prevenção de Doenças) e o Western States Scientific Safety Review Workgroup (Grupo de Trabalho de Análises Científicas de Segurança dos Estados do Oeste).

Perguntas frequentes dos pais e responsáveis

Por que devo me preocupar se meu filho contrair a COVID-19?

Desde o início da pandemia, mais de 14 milhões de crianças foram infectadas pela COVID-19 nos Estados Unidos. As novas variantes da doença são ainda mais perigosas e infecciosas para os jovens do que as cepas originais e acabaram gerando um pico de hospitalizações entre pessoas dessa faixa etária.

Embora a COVID-19 seja geralmente mais branda em crianças do que em adultos, ainda assim, as crianças podem desenvolver a forma grave da doença e transmiti-la a amigos e familiares imunossuprimidos ou vulneráveis de outras maneiras.

As crianças infectadas com COVID-19 podem desenvolver a "COVID longa" ou sintomas persistentes, que geralmente incluem confusão mental, fadiga, dores de cabeça, tontura e falta de ar. A vacinação é a melhor forma de manter as crianças saudáveis e seguras.

Crianças infectadas com a COVID-19 podem ter maior risco de desenvolver a Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (MIS-C) (apenas em inglês). A MIS-C é uma doença que causa inflamação em diferentes partes do corpo, como coração, pulmões, rins, cérebro, pele, olhos ou órgãos do trato gastrointestinal. Embora a causa da MIS-C ainda seja desconhecida, muitas crianças com MIS-C tiveram a COVID-19 ou tiveram contato com alguém com COVID-19. A MIS-C pode ser grave, até fatal, mas a maioria das crianças diagnosticadas com essa doença melhorou com os cuidados médicos.

A vacina é necessária para frequentar escolas de ensino fundamental e médio?

É o Washington State Board of Health (Conselho de Saúde do Estado de Washington) (apenas em inglês), não o Department of Health (DOH, Departamento de Saúde), que tem autoridade para elaborar requisitos de imunização para crianças em escolas de ensino fundamental e médio de acordo com o Revised Code of Washington (RCW, Código revisado de Washington) 28A.210.140 (apenas em inglês). Atualmente, não há nenhuma exigência de escolas ou creches com relação à vacina contra a COVID-19.

Tenho que pagar para receber a vacina?

Não. Seu filho será vacinado sem nenhum custo. O governo federal pagará o custo total da vacina.

Se você tiver um seguro de saúde público ou privado, o fornecedor da vacina poderá cobrá-lo com relação ao reembolso da taxa de administração da vacina. Se você não tiver um seguro, o governo federal oferecerá um programa que pagará ao fornecedor para administrar sua vacinação.

Você não deve ser cobrado diretamente e não deve receber uma cobrança do seu fornecedor referente à taxa de administração da vacina contra a COVID-19. Isso se aplica a pessoas com ou sem seguro privado, Apple Health (Medicaid) ou Medicare.

Quais são os efeitos colaterais comuns da vacina contra a COVID-19 em crianças?

Os riscos para a saúde de crianças infectadas com a COVID-19 são muito maiores comparando-se ao risco dos efeitos colaterais da vacina.

Como em qualquer outra vacina, entre os efeitos colaterais mais comuns estão: dor no braço, cansaço, dor de cabeça e dores musculares. Esses sintomas geralmente são leves.

Nos ensaios clínicos (apenas em inglês), a maioria das crianças relatou efeitos colaterais após a segunda dose, em comparação à primeira. Os efeitos colaterais foram geralmente leves a moderados em relação à gravidade e ocorreram dentro de dois dias após a vacinação, além disso, a maioria dos sintomas desapareceu dentro de um a dois dias.

Quais são os componentes da vacina da mRNA?

Os componentes da vacina mRNA são bastante comuns nas vacinas em geral. A vacina contém a substância ativa do mRNA juntamente com outros componentes, como gordura, sais e açúcares, que protegem o componente ativo, ajudando-o a funcionar melhor no organismo e protegendo a vacina durante o armazenamento e transporte.

A vacina da mRNA não contém células humanas (incluindo células fetais), o vírus da COVID-19, látex, conservantes ou qualquer subproduto animal, inclusive produtos suínos ou gelatina. As vacinas não são desenvolvidas em ovos e não contêm produtos derivados de ovos.

Acesse esta página com perguntas e respostas do Children's Hospital of Philadelphia (Hospital Infantil da Filadélfia) (apenas em inglês) para saber mais informações sobre os componentes.

Com qual marca de vacina meu filho pode ser vacinado?

Neste momento, as marcas de vacina contra a COVID-19 Pfizer-BioNTech (Pfizer) e Moderna estão autorizadas para crianças que tenham 6 meses ou mais de idade. A vacina da Novavax está disponível para pessoas com 12 anos de idade ou mais sob uma Emergency Use Authorization (EUA, Autorização para Uso Emergencial).

O meu filho precisará tomar uma dose de reforço?

Atualmente, a dose de reforço é recomendada apenas para pessoas com 5 anos de idade ou mais.

Pessoas com menos de 12 anos de idade só podem tomar a vacina monovalente da Pfizer-BioNTech. Pessoas entre 12 e 17 anos de idade devem receber apenas uma dose de reforço da vacina bivalente atual da Pfizer.

Qual é a quantidade de doses necessária para o meu filho?

Recomenda-se que todas as crianças recebam pelo menos duas doses.

  • Crianças de 6 meses a 4 anos de idade recebem uma série primária de 3 doses da Pfizer ou uma série primária de 2 doses da Moderna
  • Crianças entre 5 e 11 anos de idade recebem uma série primária de 2 doses
  • Crianças entre 12 e 17 anos de idade recebem uma série primária de 2 doses

Crianças que receberam a série de 2 doses que tenham um grau de imunossupressão moderado ou grave devem receber uma dose primária adicional 28 dias após a segunda dose, além disso, todas as crianças que tenham mais de 5 anos devem receber uma dose de reforço. Doses adicionais podem ser recomendadas para outros grupos no futuro.

Verifique as orientações do Centers for Disease Control and Prevention (CDC, Centro de Controle e Prevenção de Doenças) para pessoas imunossuprimidas ou acesse o site do DOH.

Com quem devo falar se tiver dúvidas sobre a vacina?

Fale com o pediatra do seu filho ou outro profissional de saúde de confiança, converse com um agente comunitário de saúde ou leia as informações em www.CovidVaccineWA.org.

Onde posso levar meu filho para ser vacinado?

O estado de Washington fornece, de forma gratuita, todas as vacinas recomendadas para crianças de até 18 anos de idade. Pergunte ao pediatra ou à clínica a qual seu filho é atendido se a vacina contra a COVID-19 está disponível.

As famílias que ainda não têm um provedor de assistência médica podem ligar para a linha direta Help Me Grow do estado de Washington no número 1-800-322-2588 ou acessar ParentHelp123.org (apenas em inglês e espanhol) para buscar um provedor, uma clínica ou para saber sobre outros recursos de saúde. Este serviço é gratuito e está disponível em vários idiomas.

Você também pode acessar VaccineLocator.doh.wa.gov e, com o auxílio do filtro, verificar uma lista de locais próximos a você que disponibilizam a vacina pediátrica.

Meu filho pode ser vacinado contra a COVID-19 ao receber outras vacinas, como a da gripe, por exemplo?

Sim. Seu filho pode ser vacinado contra a COVID-19 ao mesmo tempo em que recebe outras vacinas.

Você não precisa agendar as vacinas escolares obrigatórias (apenas em inglês) do seu filho ou outras vacinas recomendadas separadamente da vacinação contra a COVID-19. Um agendamento para a vacinação contra a COVID-19 é mais uma oportunidade para deixar seu filho em dia com todas as vacinas recomendadas.

A vacina contra a COVID-19 será necessária para que meu filho frequente a creche ou acampamentos diurnos?

O Washington State Board of Health (apenas em inglês) determina quais vacinas são necessárias para as creches e escolas. Atualmente, não há nenhuma exigência de escolas ou creches para a vacina contra a COVID-19.

Para acampamentos diurnos, verifique com a organização que administra o acampamento para saber quais são os requisitos necessários.

Como sabemos se as vacinas são seguras e eficazes para as crianças?

Para garantir que as vacinas contra a COVID-19 sejam seguras, o Centers for Disease Control and Prevention (CDC, Centro de Controle e Prevenção de Doenças) aumentou e melhorou a capacidade do país de monitorar a segurança da vacina. Como resultado, os especialistas em segurança de vacinas conseguem monitorar e detectar problemas que podem não ter sido observados durante os ensaios clínicos da vacina contra a COVID-19:

Pfizer

Crianças de 6 meses a 4 anos de idade

  • Aproximadamente 4.500 crianças de 6 meses a 4 anos de idade participaram de ensaios clínicos da vacina contra a COVID-19 da Pfizer. A resposta imune dessa faixa etária a uma série de 3 doses foi semelhante à resposta imune de participantes mais velhos. Nenhum efeito colateral grave foi detectado no estudo, ele ainda está em andamento.

Crianças entre 5 e 11 anos de idade

  • Aproximadamente 3.100 crianças com idades entre 5 e 11 anos receberam a vacina contra a COVID-19 da Pfizer em ensaios clínicos. Nenhum efeito colateral grave foi detectado no estudo o qual está em andamento.
  • As respostas imunológicas de crianças entre 5 e 11 anos de idade foram comparáveis às de pessoas entre 16 e 25 anos de idade.
  • A vacina foi quase 91% eficaz na prevenção contra a COVID-19 em crianças entre 5 e 11 anos de idade.

Crianças entre 12 e 15 anos de idade

  • 2.260 participantes com idades entre 12 e 15 anos (apenas em inglês) estão inscritos em um ensaio clínico randomizado e controlado por placebo em andamento nos Estados Unidos.
  • Destes, 1.131 participantes adolescentes receberam a vacina e 1.129 receberam um placebo salino. Mais da metade dos participantes foram acompanhados no que se refere à segurança por pelo menos dois meses após a segunda dose.

Moderna

Crianças de 6 meses a 5 anos de idade

  • Aproximadamente 6.300 crianças de 6 meses a menos de 6 anos de idade participaram de um ensaio clínico da vacina contra a COVID-19 da Moderna. A vacina foi 50% eficaz na prevenção contra a COVID-19 nesta faixa etária. Nenhum efeito colateral grave foi detectado no estudo, ele ainda está em andamento.

Crianças entre 6 e 11 anos de idade

  • Aproximadamente 4.000 crianças de 6 a 11 anos de idade participaram de um ensaio clínico da vacina contra a COVID-19 da Moderna. A resposta imune desta faixa etária à vacina foi comparável à resposta imune dos adultos. Nenhum efeito colateral grave foi detectado no estudo, ele ainda está em andamento.

Crianças entre 12 e 17 anos de idade

  • Aproximadamente 3.700 crianças de 12 a 17 anos de idade participaram de um ensaio clínico da vacina contra a COVID-19 da Moderna. A vacina foi 93% eficaz na prevenção contra a COVID-19 entre este grupo. Nenhum efeito colateral grave foi detectado no estudo, ele ainda está em andamento.

Novavax

Crianças entre 12 e 17 anos de idade

  • Aproximadamente 2.200 crianças de 12 a 17 anos de idade participaram de um ensaio clínico da vacina contra a COVID-19 da Novavax. A vacina foi 78% eficaz na prevenção contra a COVID-19 entre este grupo. Nenhum efeito colateral grave foi detectado no estudo, ele ainda está em andamento.